Ciência 30 novembro 2016
Em viagem, os astronautas não podem tirar o foto e ir à casa-de-banho | Foto: Yusuke Kawasaki/Creative Commons

Como é que os astronautas fazem as suas necessidades quando têm de permanecer horas metidos num fato espacial? A solução não é fantástica e a NASA procura uma melhor. 

Quem diria que a agência espacial norte-americana, capaz de nos espantar continuamente com os seus feitos, não arranjou ainda uma boa solução para algo tão simples como a necessidade de urinar e defecar dos astronautas enquanto são obrigados a permanecer com os seus complexos fatos vestidos durante longos períodos de tempo.

É verdade: não arranjou ainda. A solução que existe atualmente não é a melhor e levanta problemas para viagens e missões que possam ser mais longas, como as que estão no horizonte.

Ir até Marte não é como ir ali à Estação Espacial Internacional (ISIS) e, mesmo assim, ir à ISIS não é tão perto quanto isso. A viagem demora dois dias.

Para já, na pequena cabine espacial em que os astronautas viajam para o Espaço, amarrados à cadeira e vestidos com um fato que não podem tirar, a solução para estas necessidades fisiológicas básicas é tudo menos genial. Estás a pensar numa fralda? É isso mesmo.

E usar fralda não proporciona uma sensação de conforto aos astronautas, sobretudo tendo em conta o tempo que são obrigados a permanecer com ela. Mas não se trata apenas de conforto. Trata-se, também, de segurança, já que a solução atual representa riscos para a saúde dos astronautas. Usada durante muito tempo pode provocar infeções.

A NASA vem pedir a "ajuda do público", com o 'Space Poop Challenge', algo como o 'Desafio do Cóco Espacial". Qualquer pessoa, desde que tenha mais de 18 anos, pode participar e submeter uma solução até ao dia 20 de dezembro.

No site HeroX, está disponível toda a informação necessária para poderes pensar numa forma de recolher os resíduos humanos (urina, fezes e período menstrual) e mantê-los afastados do corpo do astronauta enquanto ele está com o fato vestido por um período de até 144 horas (seis dias).

É preciso ter em conta que, no Espaço, "sólidos, fluídos e gases flutuam em microgravidade".

A NASA quer implementar as melhores soluções nos próximos três ou quatro anos e começar a testá-las já dentro de um ano. Os vencedores (três no máximo) serão recompensados com 30 mil dólares cada e poderão, ainda, ser convidados a colaborar com a NASA.

Se estiveres interessado em participar lê atentamente as instruções aqui

e-max.it: your social media marketing partner
Escrito por Jornalissimo
Voltar