Curiosidades 08 março 2015
Emma Watson é embaixadora da ONU Mulheres | Foto: Marco Bond/Creative Commons

Em cinco perguntas, um apanhado sobre a luta pela igualdade de género e o que tem sido feito para a conquistar.

PERGUNTAS

1) Quem propõe o 8 de Março para Dia Internacional da Mulher?

2) Quais os países onde a diferença entre género é menor e maior?

3) Em que ano a ONU começa a celebrar o Dia Internacional da Mulher?

4) Como se chama a convenção que prevê o fim da discriminação do sexo feminino?

5) Quantos anos estima a ONU que sejam necessários para acabar com a desigualdade entre géneros no mundo?

RESPOSTAS

1) É atribuída à alemã Clara Zetkin a ideia de celebrar a 8 de Março o Dia Internacional da Mulher. A jornalista terá feito a proposta em 1910 no II Encontro Internacional de Mulheres Socialistas, realizado em Copenhaga, na Dinamarca. Zetkin foi uma feminista, que lutou pelo direito das mulheres ao voto. Pensa-se que sugeriu a data para recordar a manifestação organizada por um grupo de operárias têxteis de Nova Iorque que, no final do século XIX, reivindicaram o direito a uma jornada de trabalho de dez horas e salários iguais aos dos alfaiates. 

2) Desde 2006, o Fórum Económico Mundial apresenta o Índice Global das Diferenças de Género. Todos os anos, os países são ordenados relativamente ao grau de igualdade entre homens e mulheres, tendo em conta questões como o acesso à educação, o envolvimento político, as diferenças salariais, a presença no mercado de trabalho ou a longevidade. 

Os cinco primeiros lugares da lista são ocupados por países do norte da Europa: Islândia, Finlândia, Noruega, Suécia e Dinamarca. No fundo da tabela estão países africanos e asiáticos: Mali, Síria, Chade, Paquistão e, em último lugar, o Iémen.

Portugal ocupa o 39º posto, Brasil o 71º e Espanha o 29º no "The Global Gender Gap Report 2014".  

3) 1975. Foi neste ano que a ONU começou a celebrar o Dia Internacional da Mulher, como forma de assinalar os direitos conquistados pelo sexo feminino ao longo do tempo e de chamar a atenção para a discriminação de que as mulheres ainda hoje são alvo.

As Nações Unidas têm uma entidade para a Igualdade de Género e Empoderamento das Mulheres, de que a atriz Emma Watson (Que desempenhou o papel de Hermione Granger na saga Harry Potter) é embaixadora. A ONU Mulheres tem uma página em português do Brasil, onde se encontra variadíssima informação sobre o tema. 

4) Convenção sobre a Eliminação de todas as formas de Discriminação contra a Mulher, conhecida pela sigla CEDAW. Foi aprovada pela ONU e entrou em vigor em 1981, na altura ratificada por apenas 20 países. Hoje ela já foi assinada por quase todos os países do mundo.

Apesar disso, as várias formas de discriminação estão longe de ser eliminadas. A CEDAW é ainda um documento frágil, pois muitos países assinaram a Convenção justificando o não cumprimento de alguns dos seus princípios com questões culturais e leis religiosas

5) A ONU apresentou há dias um estudo segundo o qual, a manter-se o ritmo atual no combate à desigualdade entre géneros, seriam necessários 81 anos para conseguir essa igualdade no campo do trabalho e mais de 30 anos para atingir esse equilíbrio no plano político.

A Organização fez um apelo para que se acelere a luta de modo a que em 2030 se acabe com a desigualdade entre homens e mulheres.

 

e-max.it: your social media marketing partner
Voltar