Curiosidades 23 abril 2015
Há quem diga que tudo começou com o "Smilley" | Foto: Miguel Pires da Rosa/Creative Commons

Há uma pessoa no mundo que reivindica a sua autoria: Scott E. Fahlman. Mas avisamos já que não dá autógrafos :)

No início foi o :-). Ou talvez tenha sido o ;)

Estás O.o ? (este pode ser mais difícil de compreender e, por isso, explicamos: são dois olhos de diferentes tamanhos com o nariz no meio e expressa confusão). 

E se te dissermos que os símbolos gráficos que te fartas de pôr nas mensagens de telemóvel e nos emails foram inventados no século XIX? 

É uma possibilidade. Há quem diga que a primeira pessoa a servir-se de uma sequência de caracteres para expressar emoções foi o 16º presidente dos Estados Unidos, Abraham Lincoln, que viveu entre 1809 e 1865.

Na transcrição de um discurso que proferiu em 1862 aparece um piscar de olhos, como podes ver abaixo. Será que foi intencional ou terá sido uma gralha de quem bateu o texto à máquina? Nunca o saberemos. 

Ao contrário de Lincoln, Scott E. Fahlman - o outro norte-americano a quem é atribuída a ideia genial de começar a usar estes símbolos para expressar emoções - ainda está neste mundo para contar a sua versão da história. 

No seu site pessoal, este professor e investigador da Universidade Carnegie Mellon, fez até uma página para contar a história do :-), pois estava cansado de responder tantas vezes à mesma pergunta. 

"Sim, sou eu o inventor ou, pelo menos, um dos inventores", escreve ele. Admite que outras pessoas possam ter utilizado o símbolo antes  - "afinal de contas, é uma ideia simples e óbvia", comenta. 

Acha, no entanto, que foi a partir do momento em que sugeriu usá-lo, em 1982, que a sequência :-) se tornou popular para representar um sorriso.

Faz sentido. Afinal, Fahlman usou-o na alvorada da internet. Na Universidade, já nos anos 80, professores e alunos se serviam de computadores para discutir vários temas. 

A falta de linguagem corporal e de tons de voz, explica Fahlman, fazia com que alguns dos intervenientes tomassem por sérias mensagens que eram para ser interpretadas com humor. Sugeriu então o símbolo para resolver o problema (imagem abaixo). "Era uma solução elegante e que todos os computadores da altura, baseados no código ASCII, podiam suportar", escreve.

 

O professor de ciências computacionais conta, ainda, que passados poucos meses se surpreendeu com a quantidade de "smilies" que começaram a aparecer. Algo que, certamente, ainda lhe continua a acontecer, já que estão sempre a surgir novos emoticons.

Surpreenderam-no, também, os pedidos de autógrafos que começou a receber de todo o mundo, desde que apareceu na imprensa como autor dos emotivos ícones. No seu site, criou, ainda, uma entrada especial para comunicar que não dá autógrafos e explica porquê.

Não podemos terminar sem referir o nome de Harvey Ball, o gráfico norte-americano já falecido que inventou o "Smiley". A cara amarela sorridente surgiu em 1963 e muitos veem-na como precursora de todos as imagens gráficas que hoje usamos para expressar estados de ânimo.

e-max.it: your social media marketing partner
Voltar