Desporto 22 setembro 2016
Este ano, as provas passam pela Universidade do Porto e pelas ilhas da cidade | Foto: Porto City Race/Facebook

Quase 1000 atletas de 15 países vão participar na prova de orientação 'Porto City Race'. Também podes alinhar.

É um fim-de-semana em cheio para quem gosta de fazer desporto com mapa na mão. O 'Porto City Race' (PCR) arranca já amanhã, dia 23, para a 5ª edição e apresenta três provas, em três dias.

A primeira é dia 23 à noite ('PCR by Night') e o percurso está montado nas Fontainhas. "Vai ser muito engraçado, porque vamos ter alguns postos de controlo dentro das ilhas. É uma forma de conhecer essa cara mais escondida da cidade", entusiasma Fernando Costa, da organização.

Este ano o PCR vai "entrar", também pela primeira vez, na Universidade do Porto. No sábado, 24, tem lugar o 'PCR Romântico', no Campus do Campo Alegre. Já no domingo, a última prova realiza-se no Campus da Asprela.

Qualquer pessoa pode participar, independentemente da idade, condição física (não é obrigatório correr, o percurso pode ser feito a andar) e do grau de prática em provas de orientação. Os principiantes têm no local pessoas que os vão ajudar a entender como funciona este desporto. Além disso, há a possibilidade de participar individualmente ou em grupo. 

Um dado engraçado acerca destas competições é que amadores correm lado a lado com profissionais. A segunda etapa (a do Campo Alegre) conta para a Taça de Portugal de Orientação Adaptada; a terceira (a da Asprela) integra a 'City Race Euro Tour' (razão para haver atletas de tantas nacionalidades inscritos) e para a 'Portugal City Race'.

As três provas têm percursos de dimensões variáveis - curto, médio e longo - para se poderem adaptar às condições físicas de cada participante. Se tiveres menos de 20 anos a inscrição custa €3, se tiveres mais de 20 anos, o preço sobe para €5, se for por intermédio da tua escola pagarás apenas €1,50.

Todas as outras informações práticas - como chegar, onde estacionar, coordenadas GPS ou escalões - estão disponíveis nesta página do Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos, que organiza o evento em parceria com a Federação Portuguesa de Orientação e a Câmara Municipal do Porto, através da Porto Lazer.

Se participares na corrida noturna, Luís Leite, presidente do Grupo Desportivo, aconselha a levares lanterna (de preferência aquelas que se podem colocar na testa) - "é mais seguro para o participante, em termos de sinalização, e pode ser uma ajuda suplementar para olhar o mapa em locais de menor iluminação".

No ano passado, as provas foram assim:

e-max.it: your social media marketing partner
Voltar