Desporto 02 novembro 2016
Esta é uma das mais difíceis regatas do mundo | Foto: Vendée Globe/Facebook

Acompanhando os ‘skippers’ que vão iniciar a prova conhecida como o “Evereste dos mares”.

A 'Vendée Globe' realiza-se desde 1989, de quatro em quatro anos. É uma das regatas mais difíceis do mundo. Por alguma razão é conhecida como “o Evereste dos mares”…

Os velejadores têm de dar a volta ao mundo, sozinhos no seu barco, sem assistência e sem poderem por o pé em terra, desde o início até ao final do percurso.

E o percurso é longo. Os participantes costumam percorrer cerca de 28 mil milhas ao longo de toda a prova. Ou seja, perto de 52 mil quilómetros.

Na última edição da ‘Vendée Globe’, em 2012, o vencedor demorou 78 dias a chegar à meta (o último a terminar a proa demorou 104 dias).

No próximo dia 6 de novembro, partem de Sables d’Olonne (foto acima), em França, 29 concorrentes de várias nacionalidades (sendo que o mais novo tem apenas 23 anos).

Todos se sentem preparados para enfrentar as inúmeras dificuldades da regata: o frio (especialmente quando se aproximarem do Oceano Antártico), os ventos fortes, as chuvas intensas e… a solidão.

Os ‘skippers’ (designação dos “pilotos” das embarcações) sabem que serão os únicos ocupantes do barco, com pouco mais de 18 metros e com oito velas no máximo, ao longo de toda a viagem.

Se surgirem problemas técnicos têm de ser eles a resolvê-los; se ficarem doentes, têm de ser eles a curar-se, embora se possam aconselhar com o médico da regata. Todos os barcos estão equipados com com telefone satélite, computador, radar…

Escrito, o percurso da competição até parece simples. Os participantes têm de começar por descer o Oceano Atlântico. Depois, viram à esquerda e cruzam o Cabo da Boa Esperança. Chegam então ao Índico, seguem pelo sul da Austrália, dizendo adeus ao Cabo Leewin, continuam em frente pelo maior de todos os oceanos, o Pacífico, e já na América do Sul, depois de passado o Cabo Horn, regressam ao Atlântico, desta vez em sentido oposto. A prova termina exatamente onde começa.


 
A edição deste ano é a oitava real e a terceira virtual. Virtual?! Sim, nas duas edições anteriores da ‘Vendée Globe’, milhares de internautas de todo o mundo participaram na regata virtualmente, através de um jogo de computador, o ‘Virtual Regatta’. Cada jogador escolhe o seu barco e tem, também, de preparar-se para fazer o percurso de acordo com as condições meteorológicas reais.

No momento em que escrevemos este artigo há já 98 452 velejadores virtuais inscritos.

Antes de terminar, sabes qual é a medida da circunferência terrestre? A medida tomada como referência são 40 075 quilómetros. Ou seja, 21 638 milhas. 
 

e-max.it: your social media marketing partner
Escrito por Jornalissimo
Voltar