Dicas 13 dezembro 2016
A Ponte Romana de Tavira ocupa um papel central na cidade | Foto: D.R.

Tem cheiro a mar e é marcada por um rio, o Gilão. Tavira é uma terra com história, onde a herança árabe se mistura com a romana.

Pousa a tua bagagem na Pousada de Juventude de Tavira, situada em pleno centro histórico, e vem desfrutar de uma cidade onde não há pressa.

Esta localidade algarvia pertence a uma rede internacional de cidades, a ‘Cittaslow’, que promove a tranquilidade com vista à melhoria da qualidade de vida.


O ser uma cidade ‘slow’ não significa que não haja ritmos acelerados por vezes. Já te falamos sobre saídas noturnas mais adiante…

Para já está sol e o nosso percurso pode começar na Câmara Oculta. É um bom começo este, em que visitamos um antigo depósito de água, onde hoje podemos observar a cidade de Tavira em tempo real, a 360 graus, no tampo de uma mesa!

Pode parecer um processo futurista, como o heterónimo que Fernando Pessoa fez nascer nesta cidade (onde viviam alguns parentes do poeta), mas fica a saber que esta técnica tem já uma centena de anos.

A próxima paragem é o Castelo de Tavira. Uma edificação militar de origem árabe reconstruída no final do século XIII, durante o reinado de D. Dinis. Pitoresco, o Castelo tem, também, uma vista magnífica sobre a cidade e um jardim repleto de flores.

Deixamos o Castelo para trás e vamos dar um salto ao Palácio da Galeria, um espaço com exposições temporárias e permanentes. Entre as últimas, está uma mostra sobre a “Dieta Mediterrânica”, um estilo de vida equilibrado com bons princípios alimentares, exercício físico e convívio à mesa.

Pelo caminho, notamos as inúmeras portas de reixas, feitas à base de um rendilhado de ripas de madeira, que permite o arejamento da casa com total privacidade e… ver sem ser visto. É uma herança árabe em terras do sul. Aproveitamos e tiramos uma ‘selfie’!

Ao descer as escadas do Palácio da Galeria, damos de caras com a lindíssima Igreja da Misericórdia e as suas obras minuciosamente pintadas sobre azulejos datados do Séc. XVIII. Acreditas que Tavira tem perto de 37 igrejas? Verdade!

Mesmo ao lado, situa-se a “Fado com História”, uma casa de fados única no Algarve, onde podes desfrutar de várias curtas sessões de fado ao longo do dia.

Cansado?

Está na altura de fazermos uma pausa. Seguimos o conselho dos locais e provamos o típico folhado de Tavira numa das várias pastelarias da cidade, depois de passarmos por baixo do Arco Manuelino.

Em homenagem ao poeta das onomatopeias, dizemos-te “nham, nham”. Sim, as de Álvaro de Campos eram mais sobre as máquinas, mas se ele provasse estes folhados, de certeza que também haveria de escrever onomatopeias gastronómicas.

"Não sou nada. / Nunca serei nada. / Não posso querer ser nada./ À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo."
Álvaro de Campos

Prossigamos a nossa visita. Encontramo-nos neste momento na Praça da República. De um lado temos a romântica Ponte Romana, do outro várias lojas e um sem-fim de produtos de artesanato local. Está na hora de escolher uma recordação para levar aos Pais.

Reservamos um tempinho para gozar a confortável Pousada de Juventude de Tavira. Da fachada ao interior, está em harmonia com o centro histórico, mas com as comodidades do século XXI.

Num instante chega a hora de jantar e Tavira é rica em gastronomia. Afinal, estamos na “capital da dieta mediterrânica”. Há muito por onde escolher: pataniscas de polvo (Santa Luzia), bife de atum em molho de tomate, cataplana de marisco, arroz de polvo, açorda de galinha com grão. Nós já escolhemos e tu? Se tiveres mais de 18 anos, rega a refeição com uma garrafa de vinho tinto da Quinta dos Correias. E, como sobremesa, se ainda fores capaz, experimenta um doce de amêndoa, de gila ou de alfarroba.

Depois do jantar aconselhamos-te um passeio à beira-rio, pelo Jardim do Coreto, regressando à Ponte Romana, onde poderás relaxar e desfrutar de uma paisagem deslumbrante.

Tavira à noite? Existem inúmeros bares, mesmo junto à ponte Romana, com música ao vivo e a discoteca ‘Ubi’ do outro lado da ponte.

Não te deites é muito tarde, porque amanhã vamos visitar a Ilha de Tavira. Se puderes fica mais do que uma noite. Vais ver que há muito para fazer e aqui tem de ser com calma… ‘Cittaslow’, lembras-te?!

Para se chegar à Ilha de Tavira é necessário apanhar um barco que parte do centro da cidade (atenção: só entre maio e final de setembro). Existem várias praias, como a da Ilha de Tavira, a da Terra Estreita (Santa Luzia) e a do Barril. A Praia do Barril é a única que dispensa a ida de barco. Há uma ponte e um pequeno comboio que faz a ligação entre a ponte e a praia. Não percas o “cemitério “ de âncoras.

Esperamos que tenhas gostado do nosso passeio! Não penses que por estar a Sul, Tavira só tem encanto no Verão. Visita a cidade no outono ou inverno e vais ver que não sais com expetativas defraudadas.

Pousada de Juventude de Tavira
Preço por pessoa/noite: a partir de €11, com pequeno-almoço incluído.

(*) Este artigo foi escrito no âmbito da parceria entre o Jornalíssimo e as Pousadas de Juventude. Todas as terças publicamos um artigo sobre uma Pousada diferente.

e-max.it: your social media marketing partner
Escrito por Jornalissimo
Voltar