Dicas 10 janeiro 2017
Se queres relaxar junto da natureza, vai até Alvados | Foto: Francisco Monteiro/Creative Commons e D.R.

A Pousada de Juventude de Alvados fica em pleno coração do Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros.

É caso para dizer “melhor era impossível”. A poucos quilómetros de Porto de Mós, a Pousada de Alvados tem uma localização perfeita para desfrutares da natureza, respirares a ruralidade da aldeia que dá nome à Pousada, com casas espelhadas por entre carvalhais e olivais centenários.

 

Se chegares, como nós, ao fim da tarde, podes começar a conhecer a zona pela boca… Há diversos restaurantes na freguesia de Alvados-Alcaria onde podes saborear especialidades como o cabrito, o bacalhau assado, as couves de azeite com feijão e broa de milho, a morcela de arroz, os queijos de cabra frescos e secos.

Vais certamente cruzar-te com alguém que te contará a origem do nome “Alvados”, local de passagem de muitos viajantes e guerreiros, com um rico espólio arqueológico, que fala de tempos muito antigos, mas também mais recentes (a aldeia foi ocupada durante a 2ª Invasão Francesa, em 1810-1811).

Na realidade, há várias teorias para o nome. Uma diz que Alvados deriva do árabe ‘AL-FAZ’, que significa ferramenta, outra do latim ‘ALVEATUS’, que significa cavado, oco à semelhança do vale. Há, ainda, historiadores que defendem a versão mais popular, em que a “Alvados” deriva da palavra “Albardar”. Conta-se que foi o local onde D. Afonso Henriques teria pernoitado com as suas tropas, dando ordens para albardar, quando recebeu a notícia sobre a localização dos mouros.

As histórias que ouvimos e a escuridão da noite prolongam o suspense da paisagem que iremos ver no dia seguinte ao acordar. Por enquanto deliciamo-nos com o silêncio da serra. Um silêncio pontuado por pequenos sons da natureza – o vento a bater nas folhas das árvores, os grilos, por vezes o assobio das corujas… Adormecemos tranquilos.

 

De manhã é o cantar do galo a despertar-nos, a tempo de um belo pequeno-almoço na Pousada. A manhã é a altura ideal para realizarmos um dos percursos pedestres apresentados no Guia existente na Pousada, como o Percurso Pedestre da Fórnea ou o Percurso Pedestre do Castelejo.

Com sorte, e dependendo da época do ano, poderás observar o voo de uma Águia-Real. O anfiteatro rochoso da Fórnea é um local a não perder, único no mundo. Nesta altura de Inverno, a água que desce da encosta forma quedas de água espetaculares. Para encontrares fósseis de amonites, testemunho de que esta região foi outrora coberta por mar, não é preciso tanta sorte como para veres o voo imponente da Águia-Real.

 

No final do Passeio vais cruzar-te com a Igreja Paroquial de Alvados, datada do século XVII. Aproveita para a visitar.

Depois de teres caminhado à superfície da Terra que tal vê-la de uma outra perspetiva, interior? Isso mesmo: Alvados tem uma das grutas naturais mais espetaculares e mais bem preservadas de Portugal.

 

Se for Verão, desloca-te até à Praia Fluvial do Alviela, cuja nascente abasteceu a cidade de Lisboa até finais do século XX. De águas cristalinas, esta praia situa-se ao lado do Centro de Ciência Viva. Aqui, espera-te uma autêntica viagem no tempo, desde a origem geológica da região, passando pela Era Glaciar, pela Era dos Dinossauros, até aos nossos dias. No regresso, não deixes de visitar o Museu da Boneca em Alcanena e o Museu Roque Gameiro em Minde.

Ao regressares à Pousada, nada mais relaxante do que visitar a “Casa do Oleiro José Siphioni”, situada em Alvados, ver as belíssimas peças realizadas por este artista e experimentar trabalhar com a roda de oleiro.

 

De manhã, antes de partires, se gostas de pão tradicional cozido a lenha, passa pela aldeia típica de Alcaria para visitares a padeira e saboreares a deliciosa broa de milho ainda quente e estaladiça. Em Alcaria, também, há um Centro Hípico, onde, querendo, podes fazer um bonito passeio a cavalo.

Estás proibido de regressar a casa sem visitar a pacata vila de Porto de Mós com o seu imponente Castelo. Passeia também pelo Parque Verde e visita o Museu Etnográfico Municipal.

Numa próxima visita, não deixes de dar um salto às Grutas de Mira de Aire, de Santo António ou da Moeda, ao Centro de Interpretação das Pegadas dos Dinossauros, ao Eco Parque Sensorial da Pia do Urso, ao Centro de BTT da Batalha e ao Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota, museu de vanguarda que figura entre os mais modernos da Europa.

 

A aldeia de Alvados fica no triângulo dos três mais importantes monumentos portugueses considerados Património da Humanidade pela UNESCO: Mosteiro da Batalha, Mosteiro de Alcobaça e Convento de Cristo em Tomar. Fica, também, a apenas 15 quilómetros do Santuário de Fátima, onde há um rico Museu de Arte Sacra e Etnologia para visitar.

Como vês, a estadia de uma noite será insuficiente para conhecer o muito que “O Vale Encantado” tem para te oferecer!

Pousada de Juventude de Alvados

Preço por pessoa/noite: a partir de €11, com pequeno-almoço incluído.

(*) Este artigo foi escrito no âmbito da parceria entre o Jornalíssimo e as Pousadas de Juventude. Todas as terças publicamos um artigo sobre uma Pousada diferente.

e-max.it: your social media marketing partner
Escrito por Jornalissimo
Voltar