Dicas 23 maio 2017
Alcoutim fica nas margens do Guadiana e tem Espanha em frente | Foto: D.R.

Na margem do Guadiana, com Espanha em frente, fica esta vila pintada de branco, onde há paz, praia, desporto, história e cultura.

A Pousada de Juventude é mais ou menos como Alcoutim: um segredo bem guardado, no interior algarvio, longe da agitação do litoral. Em Alcoutim as temperaturas são altas e o tempo passa devagar. Não que não haja o que fazer. Há muito! Mas a gente da terra transpira paz e a natureza faz-nos esquecer o relógio.

A Pousada fica fora da vila, junto ao Centro Náutico. Até ao centro de Alcoutim são apenas dez minutos a pé. Mas é possível que depois de fazeres o ‘check-in’ não queiras sair da Pousada a correr. Com o tempo assim, de Verão, apetece logo dar um mergulho na fantástica piscina da Pousada. 

 

Depois de umas braçadas, sai-se revigorado e Alcoutim, agora sim, espera por nós. A vila só por si é um consolo para a vista, com as suas casas caiadas de branco e as tiras de cor à volta de janelas e portas.

Mas por aqui há muito para visitar. Desde logo o Castelo que, no interior das suas muralhas, esconde o imponente Núcleo Museológico de Arqueologia.

 

Lá perto, descobre os painéis de azulejos que contam cenas do quotidiano desta local: do artesanato à história, das artes e ofícios às personagens da terra.

Em Alcoutim é ainda obrigatório visitar espaços como a antiga Alfândega, a Casa dos Condes e a Casa Baluarte, o Núcleo Museológico Dr. João Dias.

 

Se for hora de almoço, entra no restaurante ‘O Camané’, na Praça da República, e encara a árdua tarefa de decidir o que comer. Tens pelo menos três pratos tradicionais que tornam a escolha difícil: javali à casa, borrego estufado, caldeirada de peixe do rio.

E por falar de rio, pode ser uma boa ideia ir até lá fazer a digestão, num passeio de barco pelo Guadiana. Para fazer slide na famosa ‘Tirolina Transfronteiriça’ é melhor ter a digestão já feita, uma vez que este é um momento que envolve adrenalina… O slide começa do lado de lá da fronteira, no topo da montanha espanhola, em ‘Sanlucar del Guadiana’, passa por cima do rio e termina em Alcoutim. Quem tem coragem de se aventurar? Para algo um pouco menos exigente há o ‘kartcross’ e os passeios de BTT.

Se a tua vontade for mesmo ficar parado, a sugestão é a Praia Fluvial do Pego Fundo. O sítio ideal para fintar o calor, com o seu areal branco, as suas águas calmas, transparentes, na temperatura certa para refrescar.

Para terminares o dia em beleza, a esplanada com uma vista privilegiada para o Guadiana da ‘Riverside Tavern’ é uma opção a considerar. Apesar do nome em inglês, comem-se por lá bons sabores tradicionais, como os secretos de porco preto com batata salteada e salada. Tens também o snack-bar BH com carne e peixe grelhado e onde também há saladas, caso prefiras algo mais leve.

Alcoutim é uma terra pequena, mas não penses que um dia basta. Fica pelo menos mais um! Depois de uma noite tranquila podes o pequeno-almoço a que tens direito numa das esplanadas da Pousada e voltar a Alcoutim. Seria pena partires sem ver a Capela de Santo António, a Ermida da Nossa Senhora da Conceição e sem veres, no jardim junto ao rio, as estátuas do guarda-fiscal, do pescador, do contrabandista e a escadaria barroca.

Muitos turistas estrangeiros vêm até Alcoutim para fazer a pé o caminho pedonal (300 quilómetros) até Sagres, conhecido por ‘Via Algarviana’. O seu início é mesmo junto à Pousada e, mesmo que não te sintas com pedalada para o fazeres até ao fim, podes explorar o começo.

Dito isto, cá ficamos à tua espera. Até breve?

Pousada de Juventude de Alcoutim
Preço: Desde €11/noite

e-max.it: your social media marketing partner
Escrito por Jornalissimo
Voltar