Poluição: 8 emails = 1 km de carro?

Sabias que ao enviar um email estás a contribuir para aumentar o efeito de estufa?

Uma advertência: se quiseres continuar a utilizar alegremente as novas tecnologias, sem pensar na poluição que enviar aquela mensagem divertida ao amigo que até vive mesmo ao teu lado provoca, é melhor não continuares a ler este artigo.

Ao contrário do que possas pensar, o mundo virtual tem um impacto real na qualidade do ar que respiramos e na alteração da temperatura na Terra.

Uma entidade francesa ligada ao ambiente e à energia, a ADEME, fez cálculos e concluiu que um correio eletrónico de um megabyte (não é muito, pensa numa mensagem com uma fotografia em anexo) implica a emissão de 19 gramas de CO2, contribuindo assim para o aumento do efeito de estufa.

Se esse email for enviado para dez pessoas, a emissão de dióxido de carbono passa de 19 para 73 gramas.

PESQUISAS POUCO INÓCUAS

Para estes cálculos, o organismo francês teve em conta o consumo de energia elétrica do computador em que a mensagem é escrita e o de todos os computadores envolvidos no envio e na receção da mensagem.

Para termos uma ideia mais precisa, quem fez as contas, diz que o envio de oito mensagens equivale a produzir o mesmo CO2 de um automóvel durante um percurso de um quilómetro!

O estudo, que já é de meados de 2011, é mais completo, não trata apenas de emails. Avalia também, por exemplo, o impacto no ambiente das pesquisas efetuadas na internet.

Nesse ano, a ADEME estimou que, em média, cada internauta francês efetuava 2,6 pesquisas por dia e consultava cerca de cinco páginas para encontrar a informação que procurava. Com estes dados, concluiu que cada cidadão do país, num ano, contribuía para a libertação de quase dez quilos de CO2.

Soluções? Pois… Deixar de usar o email e a internet não parece ser uma hipótese. Talvez um uso mais equilibrado ajude.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *