Johan Lorbeer, o homem que levita

Este alemão é mais artista do que mágico, mas faz truques como este: ficar parado vários metros acima do solo.

Podia ser uma montagem fotográfica, mas garantimos-te a pés juntos (e os nossos estão colocados no chão) que não é.

Milhares de pessoas já viram este homem tranquilamente parado no ar, apenas com uma mão apoiada numa parede, ao vivo.

Essa é uma das suas performances mais conhecidas, mas tem mais, como aquela em que veste o fato de um varredor de rua e fica na horizontal, paralelo ao chão, a segurar na sua vassoura.

Ou aquela em que está “sentado” a uma secretária a trabalhar, mas sem cadeira…

Por onde passa – de Espanha ao Egito, de Itália a Portugal (em 2008 experimentou ficar estático nas alturas durante o Imaginarius, em Santa Maria da Feira) -, Lorbeer deixa toda a gente estupefacta a fazer a mesma pergunta: “Mas como é que este homem desafia a gravidade?”.

O artista alemão, formado pela Academia de Belas Artes de Nuremberga, interessa-se sobretudo pelos fenómenos da perceção e da ilusão ótica. Nas suas “super slow” performances cruza vários campos artísticos. Se reparares, às vezes, parece uma escultura, outras vezes, todo o cenário se assemelha a um quadro. E há ainda a componente de representação, a arte dramática.

Críticos de arte, como Sergey Kovalevsky, veem o trabalho deste mestre da ilusão ótica como “um ato de resistência” face à “velocidade” que caracteriza as sociedades modernas e lembram que esta capacidade de criar mundos paralelos é uma função importante da arte.

“Sim, mas afinal como é que isto é possível?!”, é o que te deves estar ainda a perguntar. É uma sorte estarmos a falar de arte e não de magia, senão dificilmente iriamos conseguir ver a montagem da performance, como no vídeo seguinte que, tal como o anterior, foi gravado em Madrid.

Há vários vídeos no YouTube com as performances de Lorbeer e também podes consultar o site oficial do artista aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *