10 Curiosidades sobre o Equador, o país que dá nome à linha imaginária

Quíchuas, Andes, Amazónia, Galápagos, bananas. Eis uma “foto” em cinco palavras do Equador, o país abalado por um forte sismo no último domingo.

1) Não há como começar de outra forma: o país é atravessado ao meio pela linha imaginária que divide a Terra em dois hemisférios. Há um monumento que assinala essa divisão chamado Metade do Mundo, onde os turistas se divertem a tirar fotos com um pé em cada um dos hemisférios. Esse local fica a 13,5 quilómetros da capital do país, Quito (que, já agora, fica no hemisfério Sul). O local é simbólico, até porque a evolução dos sistemas de medição veio provar que a linha fica quase 250 metros mais a norte. Há uma placa a indicar latitude zero e quem quer emagrecer vai ficar contente de subir à balança ali: o peso é menor;

2) Em 1978, a cidade de Quito foi declarada Património Mundial da Humanidade pela Unesco por ter “o melhor preservado e menos alterado centro histórico da América Latina“, apesar dos estragos causados por um forte terramoto ocorrido em 1917. A capital do Equador foi fundada no século XVI sobre as ruínas de uma antiga cidade Inca e nela vivem muitos quíchuas (povos indígenas da América do Sul);

3) As ilhas Galápagos, cuja biodiversidade fascinou Charles Darwin (e o ajudaram a sustentar a sua Teoria da Evolução das Espécies) quando, em 1835, lá chegou a bordo do seu HMS Beagle, pertencem ao Equador. Ficam no Pacífico, a pouco menos de 1000 quilómetros da costa do país e, já agora, fica a saber que têm o primeiro aeroporto ecológico do mundo. As Galápagos são, desde 1978, Património Natural da Humanidade da UNESCO e, desde 1985, Reserva da Biosfera;

4) Na América do Sul há apenas dois países que não fazem fronteira com o Brasil. O Equador é um deles, o outro é o Chile;

5) Parte dos 7000 quilómetros que fazem da Cordilheira dos Andes a mais extensa do mundo ficam no Equador. É por lá que circula o Tren Crucero, o comboio que faz aquela que é considerada “a rota ferroviária mais difícil do mundo“, chamada “la nariz del diablo” – 56 quilómetros em ‘zigzag’ numa montanha e vistas de arrepiar, num percurso reaberto recentemente ao público;

6) O país é também cercado a leste pela maior floresta tropical do mundo, a floresta amazónica que está, em parte, ameaçada pela existência de importantes reservas de petróleo;

7) O Equador é um dos 15 países do mundo com mais vulcões: tem 98 e, desses, 31 estão ativos, potencialmente ativos ou em erupção. O nome do mais alto é Chimborazo (6298 metros);

8) Se vires um selo do Equador numa banana, não há muito que estranhar: o país é um dos maiores exportadores deste fruto a nível mundial. Outras culturas importantes são o cacau e o café;

9) O país conquistou a independência de Espanha em 1822, depois de várias tentativas. O apelido do general que conseguiu esse feito deu nome à que foi durante mais de um século a moeda do país, o sucre. Em 2000, a crise económica vivida no Equador fez com que o sucre fosse substituído pelo dólar americano;

10) Segundo dados do The World Factbook, o Equador tem quase 16 milhões de habitantes, com uma média de idades de 27 anos. O Presidente do Equador chama-se Rafael Correa.

Lê também: 10 Curiosidades sobre a Arábia Saudita

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *