Curiosidades 01 janeiro 2015
Google: as maiores pesquisas de 2014

Todos os anos, a Google fornece uma lista com as pesquisas mais frequentes dos portugueses em vários domínios.

É caso para reinventar o ditado: "Diz-me o que pesquisas, dir-te-ei quem és". Os dados da Google sobre os temas mais procurados no motor de busca ajudam a traçar um retrato do país e dos portugueses em 2014.

Neste espécie de fotografia digital, confirma-se então que os portugueses são loucos por futebol: o evento mais pesquisado foi o Mundial 2014. No que diz respeito aos jogadores mais procurados, os resultados também não apresentam grandes surpresas: Cristiano Ronaldo foi aquele que maior interesse suscitou por parte dos cibernautas nacionais.

A gulodice parece estar nos genes dos portugueses. Quatro dos cinco primeiros lugares no ranking das receitas são bolos (a começar pelo de chocolate, claro está) e a exceção que confirma a regra é... o bacalhau com natas.

Não admira que haja um top reservado apenas às dietas, a mostrar que os portugueses comem bem, mas com algum peso na consciência: os termos dietas dukan e detox ocupam os dois primeiros lugares.

Pelas figuras públicas mais pesquisadas, dá para ver que as tragédias continuam a atrair as atenções dos inernautas: a nível nacional, o actor Rodrigo Meneses, que foi encontrado morto em casa, está em primeiro lugar; o mesmo posto é ocupado por outro ator, na lista das figuras internacionais: Robin Williams, que se suicidou em agosto passado.

Nas viagens, dir-se-ia que o lema "Vá para fora cá dentro" foi um sucesso: Madeira e Açores estão entre os três primeiros lugares, juntamente com Cabo Verde. Na música, o tema mais pesquisado pertence a Micael Carreira. Se disseste "Bailando" acertaste em cheio. Nos filmes? "Frozen" era a resposta certa.

A lista seguinte talvez seja mais difícil de adivinhar. Nas buscas iniciadas pela palavra "como", as vencedoras são as pulseiras, logo seguidas pela telexfree. Os portugueses quiseram saber como se fazem as primeiras e como funciona a segunda.

O número exato de cada uma das pesquisas não foi divulgado, mas é na ordem dos milhões.

e-max.it: your social media marketing partner
Voltar