Anda daí surfar sem ondas

Uma empresa espanhola inventou pranchas elétricas que dão para “surfar” até num rio.

Será que estamos a assistir ao nascimento de um novo desporto? É possível. Chamar-lhe surf é estranho – onde é que já se viu surfar sem ondas? SUP (Stand Up Paddle) também não é bem. Basta que aqui há prancha, mas não há remos.

Que nome se dá a esta nova forma de andar sobre a água ainda não sabemos. Mas sabemos, isso sim, do que se trata: pranchas elétricas que permitem deslizar sobre a água. Carrega-se a bateria, põe-se no ‘on’ e aí vamos nós, a maior ou menor velocidade, conforme o gosto.

A empresa que está prestes a lançar no mercado as primeiras duas pranchas deste surf elétrico está sedeada no País Basco, em Espanha. Chama-se ‘Aquila Surf’ e acaba de apresentar as duas primeiras pranchas: a ‘Manta’ e a ‘Carver’, com a marca ‘Onean‘.

Para começar, talvez seja melhor optar pela ‘Manta’, maior e mais estável, permite até levar acompanhante e tem uma autonomia maior de bateria (um pouco mais do que duas horas). A ‘Carver’ parece apresentar mais desafios. A ideia, com ela debaixo dos pés, é ligar o turbo e desfrutar da sensação de liberdade a grande velocidade.

Tudo sem fazer (nem ouvir) ruído e sem contaminar a água e o ambiente.

As pranchas estão a ser desenvolvidas desde 2013. Para chegar a estes dois modelos (já se podem encomendar) foi preciso a intervenção de diferentes profissionais – designers industriais, engenheiros de vários campos, da mecânica à eletrónica.

Deixamos o preço para o fim, porque é a parte pior da história. O ‘pack’ que permite usufruir da ‘Carver’ custa 3450 euros e o da ‘Manta’ 3650 euros. Vamo-nos divertindo a vê-las em vídeo enquanto esperamos que o preço baixe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *