Ainda com dúvidas sobre o curso a seguir?

Não desesperes! Há uma série de sites que te podem dar uma ajuda na escolha de um curso universitário ou de uma profissão.

Se ainda estás hesitante sobre o curso que queres seguir ou a ordem das opções a colocar, talvez os sites de que te falamos em seguida te possam dar uma ajuda.

Afinal, nem toda a gente tem a sorte de saber desde os três anos o que quer ser quando for grande.

1) Cidade das Profissões

A dificuldade de escolha pode começar logo pelo facto de sentirmos que não conhecemos metade das profissões que existem. O que é um Copywriter? O que faz um solicitador? E um Técnico de CAD/CAM? Professor de voz é uma profissão?

No ‘site’ “Cidade das Profissões” encontras uma lista detalhada de profissões, divididas por mais de 60 áreas distintas – da Comunicação à Tecnologia dos Processos Químicos, da Eletrónica, Informática e Telecomunicações ao Artesanato.

Além de explicar o que faz cada um dos profissionais, o ‘site’ indica, também, quais as capacidades que cada função exige, os locais onde poderás trabalhar se escolheres essa profissão e o estado em que ela está em termos de mercado de trabalho.

Esta área (com informação cedida pelo Grupo Fórum Estudante) corresponde apenas a uma parte do ‘site’. Nele podes, ainda, encontrar informação sobre estágios, ofertas de emprego e dados práticos – por exemplo, sobre como criar uma associação ou ser empreendedor.

2) Direção-Geral do Ensino Superior – Área Estudantes

O ‘site’ deste serviço do Ministério da Educação e Ciência tem uma ferramenta que te pode ser de grande utilidade – um Assistente de Escolha de Curso.

Se ainda não sabes qual o curso que queres, podes escrever qual a área (s) de estudo do teu interesse e qual o grau que pretendes tirar (licenciatura, mestrado integrado, etc.). Se quiseres filtrar mais a pesquisa, podes ainda: inserir o distrito do país onde queres estudar; escolher só cursos do ensino superior público, privado ou de ambos e, também, as provas de ingresso que vais fazer. O motor de pesquisa devolve-te, depois, as opções que tens à escolha em função dos dados introduzidos.

Também podes fazer a pesquisa por uma Área de Estudos e ver quais os cursos disponíveis em Portugal para essa área ou, então, escolher o curso que queres fazer e ver em que universidades ele está disponível.

Além de tudo isto, aqui encontras guias de acesso ao ensino superior público e privado, bem como informação sobre pré-requisitos.

3) Portal Infocursos

Este ‘site’ foi criado pelo Ministério da Educação e Ciência para que possas ter acesso a dados e estatísticas sobre os vários cursos superiores que tens à disposição em Portugal.

A primeira coisa que tens a fazer é inserir o estabelecimento de ensino em que o curso cujos dados queres consultar é lecionado (Instituto Politécnico, Universidade, Escola Superior, etc.), selecionar a Faculdade e, depois, o curso em questão.

Feita a escolha, são-te apresentados vários gráficos, onde podes saber como os estudantes ingressaram no curso (se foi a 1ª ou a 2ª opção, se foi por mudança de curso…); o percentil dos alunos que entraram pelas notas que obtiveram nas provas de ingresso; a distribuição por sexo, idade e nacionalidade e a taxa de desemprego dos estudantes que se diplomaram nesse curso, entre outros dados.

4) Design the Future

Este é um site que ainda cheira a novo. Foi lançado em meados de junho, pela Associação Better Future e a Fundação Vodafone.

Aqui, tens à disposição vários vídeos, cada um protagonizado por um profissional diferente. Figuras conhecidas ou pessoas anónimas falam, em gravações de poucos minutos, sobre a sua profissão. Há dezenas de testemunhos gravados em variadíssimas áreas.

Marcelo Rebelo de Sousa, por exemplo, fala da vida de professor universitário, Joana Vasconcelos conta como é fazer da veia criativa profissão. Há, também, muitos profissionais desconhecidos do grande público a transmitirem a sua experiência em determinada carreira – de uma maquilhadora a um polícia, de uma nutricionista a um diretor de departamento de redes sociais.

Para terminar, recordamos-te um ditado do filósofo chinês Confúcio: “Escolhe um trabalho de que gostes e não terás de trabalhar nem um dia da tua vida”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *