“Hoje não posso, vou encontrar um cientista”

Se gostas de ciência, não marques nada para a noite de hoje. É a Noite Europeia dos Investigadores.

Fascinado por ciência? Só interessado? Com curiosidade de saber mais? Basta um “sim” a uma destas perguntas para saberes que hoje a noite pode ser tua.

Só tens de estar perto de um dos 18 locais que, de norte a sul do País, assinalam a Noite Europeia dos Investigadores (NEI). A saber: Alcanena, Aveiro, Bragança, Coimbra, Constância, Estremoz, Faro, Guimarães, Lagos, Lisboa, Lousal, Porto, Porto Moniz, Proença-a-Nova, Sintra, São Miguel, Tavira, Vila do Conde.

A iniciativa realiza-se há já vários anos (a primeira foi em 2005) e não só em Portugal (decorre hoje também em vários países europeus e em Israel).

De uma forma resumida consiste em, por uma noite, servir ciência à discrição ao público que, num contexto informal, poderá ter contacto com cientistas de diferentes áreas, conhecer os principais temas de investigação na atualidade, ficar a perceber melhor a profissão de cientista.

A NEI é considerado o maior evento de divulgação de ciência em Portugal, destinado a pessoas de todas as idades.

 

Em Lisboa…
O Pavilhão do Conhecimento oferece uma série de eventos, onde não faltam sequer performances artísticas (por exemplo, bailado contemporâneo inspirado no trabalho de investigação de um grupo de neurocientistas). Podes esperar também ‘workshops’ vários, experiências, demonstrações, jogos e módulos interativos sobre o melhoramento cognitivo, lixo marinho, exploração espacial, terapias genéticas, robôs subaquáticos, astronautas, drones controlados por músculos, etc, etc, etc.
A lista é longa e ainda nem falamos em debates, num deles vai estar o Professor Alexandre Quintanilha. Pelo Pavilhão do Conhecimento irá também passar o Ministro da Educação.

No Porto…
As atividades estão concentradas no Pólo do Campo Alegre. A partir das 18 horas, a Casa Andresen, no Jardim Botânico do Porto, tem demonstrações, jogos interativos, palestras, ‘quizzes’, experiências de realidade virtual e, até, visitas guiadas ao Jardim (com uma expedição naturalista ao estilo do século XIX).
Ali perto, no Planetário do Porto, começa às 21 horas um debate interessante: “Guerras digitais – Conhecimento Aberto, Pirataria e Ética da Informação”. Apenas uma de várias atividades que ali vão decorrer. Outras são um ‘workshop’ de poluição luminosa ou observações astronómicas.

Com um programa tão vasto, o melhor é consultares o site da NEI e leres mais sobre o que vai acontecer em cada ponto do País que se associa a esta festa da ciência, em que muito se falará sobre o futuro, sobre como será a ciência em 2030.

E sim, todas atividades são de entrada livre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *