Queres acolher um estudante estrangeiro em tua casa?

Há 19 jovens que vêm estudar para Portugal à espera de uma família que os receba por seis meses ou um ano.

Têm entre 15 e 19 anos, vêm de todas as partes do mundo para ter uma experiência em Portugal, onde irão frequentar por três, seis meses ou todo um ano letivo o ensino secundário.

No total são 81 os estudantes que vão chegar em setembro ao nosso país, vindos de 20 países de quase todos os continentes, por intermédio do programa ‘AFS – Famílias de Acolhimento’. 

A AFS Portugal é uma associação de juventude e voluntariado que promove, desde há 50 anos, intercâmbios de jovens em Portugal e no estrangeiro, com o objetivo de contribuir para a paz e compreensão entre os povos. 

O acolhimento é voluntário, a família disponibiliza um quarto ou uma cama (os estudantes podem partilhar o quarto com outro jovem da casa) e oferece as refeições, com exceção dos almoços de segunda a sexta que costumam ser na escola que o estudante frequentar. 

Em troca, a família de acolhimento recebe uma experiência única: viver durante alguns meses com um estudante que vem de uma cultura diferente e quer conhecer a cultura portuguesa (e quase sempre a língua também).

 

Isabel Araújo, uma “mãe de acolhimento” (foto acima, a família portuguesa com a neozelandesa Molly, à esquerda), que já recebeu três estudantes (além de Molly, uma belga e uma argentina) conta que é como ter “um amigo de um filho a viver em nossa casa”. E recomenda vivamente a experiência que considera “culturalmente muito rica”. Tal como a filha Catarina, hoje com 16 anos. Neste artigo, podes ler mais sobre como estes programas de acolhimento enriqueceram a família Araújo. 

Dos 81 jovens que chegam a Portugal no próximo mês, só falta encontrar “família” para 19 – dois estudantes (do Brasil e Itália) que vêm por seis meses e 17 que vêm de setembro a julho, de vários países da Ásia, da Europa e um do México.

Se estiveres interessado em participar no programa, podes conhecer melhor o perfil de cada um dos jovens no blogue da AFS e encontrar no site da associação um guia com todas as explicações sobre o programa. Cada família escolhe entre os jovens candidatos sem colocação aquele que quer receber como “filho AFS”.

As famílias de acolhimento podem viver em qualquer parte do país e ser de qualquer tipo – casais com e sem filhos, famílias monoparentais, pessoas solteiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *