Apresentação dos trabalhos do Programa de Iniciação à Investigação Histórica por alunos e alunas da Escola Secundária da Amadora | Foto: D.R.

Amadora: a História do encontro da escola secundária com uma universidade

Alunos do 12º apresentam os resultados do Programa de Iniciação à Investigação Histórica.

À semelhança do que aconteceu em maio, no Liceu Camões, em Lisboa, na semana passada, nos dias 2 e 3 de maio, foi a vez de duas turmas do 12º ano da Escola Secundária da Amadora apresentarem, numa sessão pública no auditório da Biblioteca Municipal Fernando Piteira Santos, o resultado de um ano de trabalho no âmbito do Programa de Iniciação à Investigação Histórica.

Trata-se de um projeto do Laboratório de História, Territórios e Comunidades (parceiro do Jornalíssimo), que, há já alguns anos, dá a oportunidade a turmas de escolas secundárias da Grande Lisboa de se envolverem na realização de investigação científica, percorrendo todas as etapas que esta pressupõe (pesquisa bibliográfica, tratamento de fontes, publicação de um artigo), com o apoio de investigadores de História da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Os temas tratados este ano pelos alunos da Escola Secundária da Amadora foram desde a 1ª República à participação de Portugal na União Europeia, passando pela entrada de Portugal na Grande Guerra.

Todos os trabalhos foram desenvolvidos em grupo, pelos alunos, com ajuda de oito tutores e do professor de História das duas turmas envolvidas, Alcino Pedrosa, que também é investigador do Laboratório História, Territórios e Comunidades.

O Laboratório de História, Territórios e Comunidades está disponível para alargar este projeto a outras escolas de Lisboa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *