As praxes devem continuar ou ser substituídas?

Queremos saber a tua opinião acerca da sugestão feita pelo Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Manuel Heitor, Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, escreveu uma Carta Aberta aos Portugueses, inicialmente publicada no semanário ‘Expresso’, onde se mostra preocupado com a entrada de novos estudantes no Ensino Superior, por esta ter sido “sistematicamente marcada por práticas contrárias aos ideais de liberdade, crítica e emancipação dos jovens“.

O Ministro considera que as “manifestações de abuso, humilhação e subserviência a que assistimos na praxe académica (…) afetam a credibilidade do ensino superior”.

Nessa Carta, Manuel Heitor sugere que o acolhimento e integração dos caloiros sejam feitos através de ações de índole científico-cultural, desenvolvidas pelas várias Unidades de Investigação em parceria com as Associações de Estudantes.

O Ministro julga que, dessa forma, os novos estudantes terão possibilidade de conhecer melhor a instituição em que entraram, ter “momentos de partilha com outros estudantes e investigadores”, além de que tais ações seriam capazes de estimular neles “o sentido de curiosidade científica” e de promover “um maior entrosamento futuro com os objetivos de aprender, apreender e empreender”.

Queremos saber o que pensas sobre esta Carta Aberta escrita pelo Ministro. Achas que a praxe deveria terminar e ser substituída por ações de âmbito cultural e científico?

Dá-nos a tua opinião! Envia-nos um vídeo até esta quarta, dia 28, às 18 horas, com o que pensas sobre este assunto, explicando se concordas ou não com o Ministro Manuel Heitor e porquê. Não te esqueças de nos dizer o teu nome, idade e o local de onde escreves. O endereço eletrónico para envio das respostas é info@jornalissimo.com.

Se tiveres menos de 18 anos, pede autorização aos teus pais ou ao teu encarregado de educação para participares.

Esta foi a pergunta que colocámos aos jovens espectadores na última rubrica semanal do Jornalíssimo no Jornal 2 da RTP, às quartas à noite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *