Os sites mais bizarros da internet

Pessoas desocupadas com mentes altamente criativas podem produzir resultados surpreendentes. Demos a volta toda à internet e descobrimos sites profundamente estranhos.

Chama-lhes bizarros, diferentes, misteriosos, anormais, fora do comum, ou apenas estranhos. Bem-vindos ao complexo mundo da internet, onde a ideia mais parva pode dar origem a um website de grande sucesso.

Às vezes, até nem é uma questão de parvoíce, mas sim de oportunidade. Veja-se o autor da “The Million Dollar Homepage,” onde os mínimos píxeis estão à venda por uma pipa de massa.

No que toca a sites com endereços longos, ninguém bate “o-site-com-60-números-um“. Se o visitares, poderás ficar um pouco confuso. Uma outra versão, é a do “He-Man Sings 4 Non Blondes“, versão disco.

O “Falling Falling” pode causar hipnose, enquanto que o “ZoomQuilt” é um exercício delicioso do que pode ser o infinito. Para os amantes de animais, sugerimos começar pelo “OMFGDOGS” e terminar no “Procatinator,” um site com uma GIF animada sempre diferente, onde os gatos são as estrelas principais.

Mas o absurdo da internet tem que começar no “Zombo.com,” onde uma voz inspiradora nos transporta para um mundo alucinado. Assustado? Com vontade de rir? Calma que há mais.

Dedica algum do teu precioso tempo a conhecer a “Lista de pessoas que desapareceram misteriosamente,” avança para a casa da “Ana Somnia” e apaga a luz do quarto dela.

Procuras sites realmente úteis? Mesmo, mesmo úteis? Então faz o “Computer Power Test” para verificar se tens o computador bem ligado à corrente eléctrica. De seguida avança para o “Is It Christmas” para confirmar se as tuas prendas de Natal estão atrasadas.

Pelo sim, pelo não, é sempre bom ver quantos somos. Um a um, em “7 Billion World“. O “Texter” é giro e pode ser útil – escreve um texto e faz uma serpentina de palavras a teu gosto.

Ana Somnia: fecha a luz e prepara-te

O “Pointer Pointer” é muito divertido. Pára o ponteiro do rato e espera uns segundos. Vais encontrar sempre uma foto com dedos apontados ao local onde deixaste o rato. Incrível.

Se tiveres paciência e vontade de destruir, rasga a toalha em “CodePen – Tearable Cloth“. Claro que alguém se tinha de lembrar de fotografar coisas que encaixam na perfeição noutras coisas. Não é, “Things Fitting Perfectly Into Other Things“?

Sabes o que são códigos ASCII? E arte com códigos ASCII? Pois é, o “WelcomeMat” é mesmo para esses doidos. Bom, estamos mesmo a chegar ao fim e por isso é importante perceber quais as pesquisas mais estúpidas que se fazem nos motores de busca. Em “Funny Google Autocompletes” vais descobrir que há gente para tudo.

E o fim chegou. Meus amigos, chegamos ao fim da internet. Felizmente, houve quem se lembrasse de fazer a última página da internet, antes do abismo. Sim, ela existe, é muito complexa e dá pelo nome de “End of the Internet.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *