Tecnologia 05 janeiro 2015
Solar Roadways: a estrada solar | Foto: Solar Roadways

A estrada do futuro carrega veículos eléctricos, ilumina-se a si própria, fornece informação e até derrete a neve.

Parece ter contornos de ficção científica, mas é real. Tão real que a estrada solar, uma invenção de um casal norte-americano, já foi financiada pela Administração Rodoviária dos Estados Unidos, conseguiu dois milhões de dólares num site de crowdfunding, teve o apoio da Google e foi finalista do Prémio de Melhor Tecnologia Energética do Mundo, promovido pela Time, Fortune, CNN e Science.

Julie e Scott Brusaw (ele é engenheiro eletrónico, ela psicóloga), os fundadores da Solar Roadways, já desenvolveram um protótipo da estrada modular que idealizaram, composta por células de painéis fotovoltaicos, capazes de armanezar a luz solar e produzir energia elétrica.

Cada painel tem capacidade de gerar 7 kw de energia por hora. O casal fez as contas e assegura que se as auto-estradas americanas fossem revestidas por estes painéis, seriam capazes de gerar três vezes mais energia do que o país consome. Uma energia verde produzida por painéis que são, eles próprios, feitos com materiais reciclados.

Sendo a mais importante, esta é apenas uma das vertente do projeto. Cada painel foi pensado para proporcionar vantagens não só para o ambiente, mas também para os condutores.

Os módulos, auto-sustentáveis, estão equipados com LEDs que além de sinalizarem as vias, permitem escrever na própria estrada informação útil aos condutores (e podem ser ligados apenas quando há veículos na estrada); têm um sistema de aquecimento que derrete a neve (importante em países com invernos rigorosos) e um mecanismo que possibilita aos carros elétricos recarregar energia.

A cidade onde nasceram, Sagle, no estado do Idaho, ja tem um projeto para construir estradas, passeios e parques públicos com esta tecnologia. Para já, existe apenas um protótipo feito com 108 módulos hexagonais (cada um tem cerca de quatro metros quadrados), onde o casal realizou os primeiros testes.

Comprovaram que a estrada solar suporta todo o tipo de veículos, mas a dimensão da pista ainda não é suficiente para responder a questões como qual o efeito sonoro da circulação a alta velocidade num piso como este.

e-max.it: your social media marketing partner
Voltar