“Apple Watch” há muitos

A pré-venda do super relógio da Apple começou hoje. Nas redes sociais há quem faça versões inovadoras.

Em poucas horas, o Apple Watch já tem milhares de encomendas. De tal forma que muitos compradores não vão ter o relógio no pulso tão cedo quanto pensavam.

Só os que foram mais rápidos a reservá-lo poderão brincar com a última grande inovação da Apple – e a primeira desde que Tim Cook está aos comandos da empresa, depois do falecimento do carismático Steve Jobs – a 24 de abril.

No Twitter, alguns cibernautas estão a brincar com o assunto e a publicar fotos de versões alternativas de relógios-maça com a hashtag #AppleWatch.

É que o autêntico está longe de ser para todos os pulsos. Consoante o modelo escolhido, os preços variam entre os 300 e os 700 euros, aproximadamente (já para não falarmos do valor exorbitante de uma edição especial, em que os relógios são banhados a ouro).

O certo é que o Apple Watch vem revolucionar por completo a nossa visão de um relógio. Além de várias opções de personalização (como escolher o tipo de mostrador, de ponteiros, a cor e muitos outros pormenores), é possível deslizar o dedo para alcançar informações adicionais, como um mapa, as fases da lua, a meteorologia ou o calendário, para mencionarmos algumas.

Esta foto acaba por ser uma metáfora interessante do Apple Watch, que se aproxima de um iphone em miniatura. Apesar do tamanho, permite ver e responder a mensagens, emails, fazer chamadas, criar desenhos com o dedo e enviá-los, controlar o batimento cardíaco ou mandar a alguém vibrações, para transmitir simplesmente que estás a pensar na pessoa.

Para veres o verdadeiro – e não estas imagens retiradas de contas do Twitter a brincar com o original (@JH_81, @DannyD, @WMER Christian Radio e @Nick Szlovac) – carrega no play.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *