SolaRoad: a ciclovia que produz energia

Uma ideia destas só podia ter surgido na Holanda, o país onde toda a gente anda de bicicleta.

Pelo menos para já não é grande (tem apenas setenta metros de comprimento), mas os habitantes de Krommenie, uma cidade a noroeste de Amesterdão, bem podem estar orgulhosos da sua ciclopista.

No mundo não há outra igual a esta SolaRoad, construída com células solares capazes de absorver a energia do sol e convertê-la em energia elétrica.

O funcionamento é idêntico ao de um painel solar, mas em vez de estar no telhado de uma casa está no chão. O que traz obviamente exigências acrescidas, associadas à dupla função de ciclopista e fonte de energia renovável.

A via é constituída por vários módulos pré-fabricados de 2,5 por 3,5 metros. Cada um é revestido por um vidro temperado, que protege as células solares.

Foram necessários muitos meses de testes em laboratório para chegar à configuração final dos módulos. Afinal, era preciso garantir um piso seguro como o de uma ciclopista tradicional, conseguir que o vidro fosse suficientemente resistente para suportar o peso de uma bicicleta e a queda de objetos e, ainda, que a nova tecnologia resistisse ao frio e ao calor.

Quase três meses depois da inauguração da ciclopista, o balanço é positivo. Para já, a energia produzida (equivalente ao consumo anual de eletricidade de duas ou três casas) não está a ter nenhum fim específico.

No futuro, o consórcio que fez esta infraestrutura quer aplicar a mesma tecnologia em estradas. Nessa altura, pretende que a energia gerada, em vez de ir parar à rede, seja utilizada para um uso determinado: o abastecimento de carros elétricos.

Mas nesse campo, há uma empresa nos Estados Unidos que está mais avançada, a Solar Roadways.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *