Pedalar sem roupa por uma mobilidade sustentável

Sábado e domingo, ciclistas circularam nus em várias cidades do mundo.

O ‘World Naked Bike Ride’ surgiu em 2004 como um protesto contra a dependência do petróleo. Desde então, há outras mensagens que quem se junta a este evento pretende veicular.

A proteção ambiental continua no topo. Na página oficial do movimento recorda-se que “segundo as Nações Unidas, perto de um milhão de espécies animais e vegetais poderão desaparecer da Terra nos próximos 50 anos, como resultado dos gases com efeito de estufa, libertados sobretudo pelos veículos motorizados”.

Hoje, o evento ‘World Naked Bike Ride’ realiza-se em várias cidades do mundo (de Londres a Vancouver, de Zaragoza à Cidade do México), como forma, também, de promover o ciclismo.

Não é preciso ir nu para participar, mas a maioria atreve-se a sair despido para a rua. O lema é “As Bare As You Dare”. Se para os mais tímidos ir de biquíni ou calções de banho já é um atrevimento, para a organização isso basta.

Os participantes são, ainda, incentivados a pintarem os corpos e decorarem as bicicletas, para chamar a atenção (ou melhor, ainda mais a atenção) e passarem a mensagem.

O resultado são imagens apelativas e festivas como estas, que foram tiradas em Londres, no ‘World Naked Bike Ride’ do ano passado.

No Twitter, com a hashtag #nakedbikeride há dezenas de fotos dos vários locais onde o evento já se realizou este ano. O site oficial está aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *