SONY DSC

Os estudantes-atletas portugueses ficaram bem na foto

Portugal traz ouro, prata e bronze do maior evento multidesportivo a seguir aos Jogos Olímpicos.

Quando se soma Universidade e Olimpíadas o resultado é Universíadas, isto é, a competição dos melhores estudantes-atletas universitários de todo o mundo.

Para participar é preciso ter entre os 17 e os 28 anos e conciliar o estudo com o desporto (ou ter terminado a formação académica há menos de um ano).

SONY DSC

Na edição que acaba de terminar em Gwangju, na Coreia do Sul, Portugal esteve representado com 45 desportistas, em dez modalidades: atletismo, ginástica artística, esgrima, judo, natação, remo, taekwondo, ténis de mesa, andebol masculino e tiro com arco – as duas últimas foram uma estreia para Portugal.

E que estreia, é caso para dizer! A equipa de andebol, com 16 elementos e dois treinadores, maioritariamente da Universidade do Minho, conseguiu logo o ouro, sendo a primeira vez que Portugal subiu ao pódio numa modalidade coletiva.

O saldo da participação portuguesa é positivo. Começando pelas medalhas de ouro e terminando nas de prata, os resultados são estes:

OURO:

Andebol

PRATA:

Joana Cunha – Taekwondo – 57 Kg

Rui Bragança – Taekwondo – 58 Kg

BRONZE:

Filipa Martins – Trave / Ginástica Artística

SONY DSC

É provável que ouçamos falar em alguns destes atletas nas Olimpíadas do ano que vem, no Rio de Janeiro.

Segundo as estatísticas da Federação Internacional do Desporto Universitário, a entidade organizadora das Universíadas, 48 por cento dos atletas que sobem ao pódio nas Olimpíadas já foram medalhados nas Universíadas.

Entre os portugueses, Sara Moreira, Nelson Évora ou Naíde Gomes, são nomes que entram nessa percentagem que, a nível mundial, integra atletas como Michael Johnson (EUA) ou Nadia Comaneci (Roménia).

As Universíadas (que se dividem em duas competições – de Verão e de Inverno) realizam-se há mais de meio século. A primeira edição com este nome teve lugar em 1959 em Turim, na Itália. Mas já desde 1923 que se realizavam, embora com outra designação.

O evento é, nada mais, nada menos, do que a maior competição multidesportiva logo a seguir aos Jogos Olímpicos. Este ano, competiram 20 mil estudantes, de 143 países, o que fez desta edição a mais participada de sempre.

À hora a que escrevemos este artigo, a comitiva portuguesa deve estar a gozar o merecido descanso a muitos quilómetros de distância, na Coreia do Sul. Lá são mais oito horas do que cá, dizem-nos da Federação Académica de Desporto Universitário que, em Portugal, faz a seleção dos participantes nas Universíadas em conjunto com as Federações de cada modalidade desportiva.

A Federação já fez as contas a todas as medalhas que Portugal conquistou até hoje. São 32, contando já esta edição: 11 de ouro, 12 de prata e 9 de bronze.

As próximas Universíadas de Verão já têm lugar marcado: Serão daqui a dois anos em Taiwan.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *