Se pudesses, o que mudarias na tua escola?

Passámos a palavra a estudantes do 8º ao 12º ano. Ouve o que eles têm para dizer. Em discurso direto.

A avaliar pelas respostas, ideias não faltam para dar uso à verba que o Ministério da Educação vai por à disposição dos alunos no Orçamento Participativo das Escolas.

Umas são mais simples de concretizar do que outras. A mudança mais mencionada tem a ver com informática: faltam melhores computadores, queixam-se. A criação ou melhoria de espaços de convívio é, também, muito referida. O melhor mesmo é ouvires e leres (a seguir ao vídeo) o que eles têm para dizer.

Eddie, 18 anos: “Mudava a diretora. É muito exigente! Às vezes reclama de coisas que não têm interesse. Por exemplo, se estivermos mal sentados no recreio ela reclama logo.”

Ricardo Sousa, 16 anos: “Aquilo que mudaria na minha escola seriam as salas de aula porque a própria escola não tem orçamento para ligar o ar condicionado dentro das salas e para nós alunos, que estamos sentado o dia todo, é difícil aguentar as temperaturas, tanto frias, como quentes.”

Carlos, 17 anos: “O que é que mudava na minha escola? A primeira coisa que me vem à cabeça são professores. Todos perdemos qualidades ao longo do tempo e isso acontece aos professores também. Infelizmente alguns não sabem admitir essa mudança e continuam no ensino mais tempo do que deviam. Por isso temos alunos cada vez a gostar menos de certas disciplinas e a serem prejudicados por certos professores. Mudava também alguns materiais, como por exemplo os computadores. Este ano frequento a disciplina de Aplicações Informáticas e muitas vezes há computadores que não funcionam. Gostava também de ver alterados os métodos de ensino e avaliação, visto que muitas vezes somos prejudicados com avaliações inferiores ao que merecíamos. Comparando com outras escolas, perdemos a esperança de entrar no ensino superior face à concorrência que temos, de colégios e outras escolas públicas, onde as notas são muito facilitadas e, consequentemente, as médias dos alunos sobem.”

Patrícia, 17 anos: “Gostava de ter mais férias”.

Ruben, 16 anos: “Mudava os professores quase todos. O feitio dos professores. Alguns não deixam fazer quase nada. Só por dizermos alguma coisa a um colega mandam-nos logo para a rua.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *