Os robots não se medem aos palmos

Apesar de mínimos, os ‘MicroTugs’ são capazes de carregar um peso muitas vezes superior ao seu.

Imaginas-te a levar uma baleia azul às costas? E um elefante? E se, ainda por cima, fosses capaz de transportar estes animais enquanto escalavas um superfície vertical?

A comparação é estabelecida pela BBC para nos dar uma melhor ideia daquilo que os ‘MicroTugs’ são capazes. Os robots foram inventados por dois especialistas em nanotecnologia da universidade norte-americana de Stanford.

David Christensen e Elliot Hawkes inspiraram-se na habilidade para transportar grandes cargas das formigas e na forma como as lagartixas conseguem subir superfícies verticais para desenvolverem estes micro-robots, que podem vir a ser de grande utilidade em contextos industriais.

Um dos robots pesa nove gramas e está dotado de uma espécie de ‘patas’ de lagartixa que lhe permitem subir superfícies de vidro com um quilo às costas.

O outro é ligeiramente mais pesado. Com 12 gramas consegue uma proeza ainda maior: move uma carga de 24 quilos, ou seja, duas mil vezes o próprio peso.

Na página do Laboratório onde trabalham, o Biomimetic Dexterous Manipulation Lab, os investigadores dizem que esta parte de transporte de cargas tem sido esquecida por quem desenvolve robots, estando a dar-se hoje mais importância à sensibilidade e à capacidade de movimento destes seres eletrónicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *