10 Curiosidades sobre a Arábia Saudita

De tão conservadoras e machistas, algumas das leis deste país parecem mentira. Esta semana houve um avanço no campo da igualdade entre géneros. 

O passado sábado, dia 12 de dezembro de 2015, ficará na história da Arábia Saudita. Pela primeira vez, desde que o Reino foi fundado, em 1932, as mulheres puderam votar e ser eleitas.

Mas – perguntas tu – o Reino da Arábia Saudita (eis o nome oficial do país) não é uma monarquia absoluta, ou seja, sem partidos, parlamento ou eleições? É, sim senhor. Quem manda no país é o Rei Salman, da Casa Saud, que iniciou o seu reinado em janeiro de 2015.

As eleições que se realizaram no sábado passado foram para determinar a composição de conselhos locais, que se ocupam de questões como a gestão de resíduos e água, e é a terceira vez que ocorrem.

Para compreenderes melhor a realidade deste país, que parece estar a léguas de distância da realidade ocidental, traçamos-te um retrato em dez pontos:

1) A Arábia Saudita é o único país do mundo em que as mulheres são proibidas de conduzir. Se quiserem sair ou viajar, têm de fazer-se acompanhar por um homem – marido ou familiar (se forem vistas com outro elemento do sexo masculino podem até ser presas). Para uma mulher saudita, escolher a roupa para ir à rua não tem muito que saber: são obrigadas a vestir a chamada “abaia”, uma túnica, geralmente preta, que lhes cobre todo o corpo e usar lenço na cabeça;

2) Dito isto, não estranha que a Arábia Saudita tenha ficado em primeiro lugar no ranking dos Estados que mais restrições legais impõem às mulheres (seguida pela Jordânia, Irão, Afeganistão e Iémen) realizado, em setembro último, pelo Banco Mundial. O estudo “Getting to Equal” avalia o estado da igualdade entre homens e mulheres por países;

3) O país tem uma superfície terrestre imensa, é o maior país árabe da Ásia. Contudo, a esmagadora maioria do território (95%) é deserto e apenas pouco mais de um 1% da sua área total é cultivável;

4) Apesar disso, a Arábia Saudita é um dos países mais ricos à face da Terra, pois possui a maior reserva de petróleo do mundo;

5) Ao contrário de muitos países ocidentais, como Portugal, este Reino não tem problemas relacionados com o envelhecimento da população: os sauditas são perto de 30 milhões e praticamente metade não tem 25 anos;

6) Em Riad, a capital do país, vivem cinco milhões de habitantes;

7) Segundo a estação de televisão britânica BBC, os sauditas são campeões no uso do Twitter e do YouTube, registando o maior uso per capita de ambos;

8) O governo da Arábia Saudita assenta na “Sharia” ou lei islâmica, isso significa que não há separação entre a religião (o Islamismo) e a política. Foi, aliás, no território que hoje corresponde ao Reino que nasceu o profeta Maomé;

9) A cidade mais sagrada do mundo para os muçulmanos, Meca, onde nasceu o Profeta, fica no território da Arábia Saudita e é palco de uma das maiores peregrinações do mundo, em que participam centenas de milhares de pessoas; 

10) A bandeira da Arábia Saudita tem uma frase escrita em árabe que diz “Não há Deus senão Alá e Maomé é o seu profeta”.

Lê também: 10 Curiosidades sobre o Equador, o país que dá nome à linha imaginária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *